Associação da Turma Ricardo de Moraes

Colégio Naval Escola Naval GM 1970 Viagem Instrução Área Restrita Contribuições Fale Conosco Proposições Programação Diversos Normas Galeria de Fotos

ESCOLA NAVAL

NOVIDADES, consulte, na página "Programação", evento "Almoço no Clube Naval"                                                                                                             

1967 1968 1969 1970

Índice da Turma

A Turma 1967
A Turma 1968
A Turma 1969
A Turma 1970
Juramento do Aspirante
Entrega de Espadim
Passagem da Cana do Leme


Hino da Escola Naval
Letra e música: Luiz Felippe Menezes de Magalhães

A Escola Naval brasileira
Prepara a mocidade para a luta no mar
Somos todos defensores da Bandeira
No mastro da vitória a tremular
Nossa vida na paz ou na guerra
É sempre navegando pelos mares de anil
Para a honra e pela glória dessa terra
Lutaremos com denodo varonil.
Nós somos os sentinelas dos mares
Do glorioso Brasil
Marinheiros, avante, marinheiros rumo ao mar
Tudo pela Pátria,
Avante a navegar
Marinheiros, avante, vencer ou então morrer
O Brasil espera que cada um cumpra o seu dever.
São as águas azuis nossos lares
O campo de batalha da Esquadra em ação
Somos livres para sempre sobre os mares
A força do direito ou do canhão
Riachuelo que foi no passado
A prova de bravura e coragem viril
Paira sempre como símbolo sagrado
dentro d'alma do Marujo varonil.

A Escola Naval vai buscar as suas origens remotas à mítica Escola de Sagres, agrupada em torno da figura do Infante D. Henrique e à Aula do Cosmógrafo-Mor, fundada em 1559 sob a orientação do matemático Pedro Nunes.
As suas origens recentes remontam à fundação da Academia Real dos Guarda-Marinhas, em 1792, no Terreiro do Paço, em Lisboa, com a função de formar os oficiais da Armada Real.
Com a invasão napoleónica de Portugal em 1807, a Academia Real dos Guarda-Marinhas foi transferida para o Rio de Janeiro em 1808.
Materializada a Independência do Brasil (1822), a instituição deu lugar a duas, uma portuguesa, que se reinstalou em Lisboa em 1825, e outra, brasileira, que deu origem à atual Escola Naval brasileira.
No início do século XX, sob a gestão do Almirante Protógenes Pereira Guimarães como titular do Ministério da Marinha, determinou-se erguer sobre as muralhas da antiga Fortaleza de São Francisco Xavier da Ilha de Villegagnon as atuais instalações da Escola Naval, inauguradas a 11 de junho de 1938.

Desenvolvido por CID PEREIRA, Tel 21 96046650, E-mail: cidcostap@yahoo.com.br